Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina
1 ano atrás

Há eventos que fazem história, embora, na maioria das vezes, sua importância só seja compreendida posteriormente. O dia 18 de abril de 1521 foi um desses dias importantes. O monge Martinho Lutero, após sua excomunhão, havia sido convidado pelo imperador Carlos V a comparecer à Dieta (assembleia) Imperial de Worms para se retratar de seus ensinos, antes de ser declarado um “fora da lei” que qualquer pessoa pudesse matar.
Mesmo após ter sido ouvido uma segunda vez, Lutero não viu razão convincente para renunciar às teses que havia fixado na porta da igreja de Wittenberg.
As famosas palavras de Lutero foram registradas:
A menos que eu seja convencido pelo testemunho das Santas Escrituras ou pelo mais claro raciocínio – pois não posso crer no papa nem nos concílios apenas, uma vez que está claro que eles têm repetidamente errado e entrado em mútua contradição – considero-me convencido pelo testemunho da Santa Escritura, que é minha base; minha consciência é cativa da Palavra de Deus. Assim, não posso retratar-me e não me retratarei, porque agir contra a própria consciência não é certo nem seguro. Deus me ajude. Amém
Foco: Entender que uma vez que Deus nos chamou, não há alternativa senão seguir Seu chamado. Podemos resistir a esse chamado, fugir dele ou racionalizá-lo, mas, no fim das contas, apenas uma ação leva à verdadeira felicidade: seguir a ordem de Deus.