Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina
3 anos atrás

Tema do auxiliar do 1º trimestre da escola sabatina “Provérbios”.
Ao chegar à Escola Sabatina de certa igreja, desejei saber como estava marchando o “coração da igreja”. Então, comecei fazendo algumas perguntas ao diretor: Quantos alunos registrados? Qual a frequência de assistência? Quantos alunos
estudam diariamente a lição? Quantos alunos dão estudos bíblicos? Após uma pausa, o diretor respondeu que iria procurar esses dados, mas que algumas dessas perguntas, sem dúvida, não teriam resposta. Esta é a realidade de muitas igrejas
hoje; não conhecem algumas informações importantes de sua própria realidade, não sabem onde estão exatamente, não conhecem suas debilidades ou mesmo as suas fortalezas.

A Escola Sabatina tem sido o termômetro da igreja; se ela está saudável, então a igreja é saudável. Mas como saber se é saudável?
Existem alguns fatores importantes para a saúde da Escola Sabatina que dependem dos objetivos principais da Escola Sabatina:
1. Do total de membros matriculados, quantos estão presentes no horário do início?
2. Do total de membros matriculados, quantos estudam diariamente a lição?
3. Do total de membros matriculados, quantos participam de algum Pequeno Grupo?
4. Do total de membros, quantos estão envolvidos em alguma prática missionária, quer sejam duplas, grupo ou individualmente?
Tudo o que não se pode medir não se pode melhorar. Se nós conhecemos exatamente essa resposta, teremos condições de encarar os desafios de forma específica, com oração e estratégias bem coordenadas. Então, sem dúvida alguma, Deus nos dará progressos satisfatórios.
Desde o ano 1901, quando o Departamento de Escola Sabatina foi organizado oficialmente na Associação Geral, uma das fortalezas foi o estabelecimento de um Cartão de Chamada, que os professores, semanalmente, solicitavam aos alunos.

Por anos, esta foi uma forma de se medir a saúde da Escola Sabatina.
Queremos desafiar a todos os nossos Diretores da Escola Sabatina a trabalhar com estas duas grandes ferramentas para medir nossa realidade: O Cartão de Chamada e o Quadro Comparativo, que agora chamaremos de TERMÔMETRO.
O desafio é apresentar à igreja, a cada primeiro sábado do mês, um balanço dos avanços da Escola Sabatina. Assim, teremos um novo modelo do Cartão e do Quadro (termômetro) e ambos se complementarão perfeitamente.
Estamos orando para que, ao conhecer o estado de saúde da Escola Sabatina, todos nós façamos grandes esforços para tornar próspero o coração da igreja.